Em busca do bom, bonito e barato!

À Parte – Av. Defensores de Chaves

Mais uma recomendação que recebemos através do formulário, alguns amigos também confirmaram que “sim senhor, merece uma visita”, então nesta procura pelos melhores restaurante ao melhor preço marcámos uma mesa para o restaurante À Parte. Chegados ao restaurante, o caos, um amontoado de pessoas à espera de mesa (pelo que se percebeu na sua maioria com mesa marcada), estando as pessoas à espera praticamente em cima das pessoas que jantavam… meia hora depois propuseram-nos uma mesa exactamente junto à entrada, portanto na zona onde ainda permaneciam pessoas amontoadas à espera e junto também à movimentada copa… lá surgiu a alternativa, na esplanada “onde vocês podem fumar”. Portanto, chegámos às 22h30 e fomos sentádos às 23h numa esplanada em que um aquecedor fracote era insuficiente para manter uma temperatura minimamente agradável numa noite muito gelada… ainda por cima as cadeiras e mesa de jardim em ferro, bonitas mas muito desconfortáveis 🙁

Antes de avançar, gostariamos de lamentar esta política de overbooking que é muito desgradável para os clientes ainda mais quando o restaurante nem sequer tem uma zona de espera onde se possa beber calmamente um aperitivo enquanto se espera. A rever urgentemente.

Desde a entrada à esplanada atravessa-se todo o restaurante que é constituido por uma série de salas e corredores (provavelmente uma casa convertida) decoradas com muito bom gosto e criando ambientes diferentes. Bonito e original.

A refeição propriamente dita, na mesa o normal pão, azeitonas e manteiga. Escolhemos para entrada uma Salada com lulas, e os pratos principais foram Picanha e Risotto de perdiz. A salada estava acima da média, bem apaladada e com as tiras de lulas em quantidade adequada. A Picanha estava mediocre, a carne tipo sola de sapato e morna em vez de quente, faltavam vários ingredientes (banana frita, caldo verde, etc), para um restaurante que o proprietário é de origem brasileira exigia-se muito mais. Já o Risotto de Perdiz foi uma muito agradável surpresa, muito bom o Risotto, como a entrada muito bem apaladado, muito saboroso mesmo, e em quantidade razoável.

Em conclusão, estamos muito divididos relativamente a este restaurante. Claramente é um restaurante da moda, com muitos clientes que vão lá sobretudo por ser da moda ir lá e que provavelmente não se importam de esperar meia hora depois da hora reservada. Sem dúvida que o restaurante é muito bonito, mas  a experiência de comer com casacos na esplanada, também não foi muito positiva.  A refeição também oscilou entre o muito bom e o mediocre.

Portanto, não podemos dizer que é um restaurante muito bom, nem que é mau, no entanto também não podemos dizer que é médio porque não teve nada da mediano (foi ou bom ou mau).

Custo: 25 euros por pessoa
Comida: entre o céu e o inferno
Atendimento:  30 minutos à espera com reserva….depois normal e eficiente

Mapa



Deixar uma resposta