Em busca do bom, bonito e barato!

Gemelli – S. Bento

As expectativas eram muito altas, um restaurante de autor com as melhores recomendações por tudo o que é Internet revistas e jornais:  «um dos melhores (senão o melhor) restaurantes italianos do país», «incontornável», «parabéns ao chef Augusto Gemelli», etc., etc. Infelizmente não podemos partilhar da mesma opinião…. foi uma grande desilusão. De seguida o relato completo.

O restaurante fica na Rua Nova da Piedade, na esquina com a R. São Bento uns 50 metros acima do Café de S. Bento (aquela zona parece que não nos traz sorte). Sobe-se umas escadinhas para o 1º andar e deparamos com um espaço bonito. Nada a apontar, tem todas as comodidades e requintes de um restaurante topo de gama. O estacionamento na zona sem ser fácil também não é propriamente uma missão impossivel.

A proposta era simples, um menu de degustação composto por couvert, entrada, prato principal e sobremesa à escolha do chef.

E se o couvert era simplesmente pão da melhor qualidade em azeite e vinagre balsâmico, o que cai sempre bem, já a entrada era composta por uma salada com nozes e extra sal, que não acrescentava nada. Mas, o ponto mais baixo foi mesmo o risotto de cogumelos com molho de ostras… pela primeira vez na vida fomos obrigados a pedir que trocassem por outra coisa qualquer. E se à primeira tentativa não correu lá muito bem, à segunda foi pouco melhor. Novamente um risotto que não aqueceu nem arrefeceu, aliás tal era a desilusão que já não nos recordamos do que era…. um risotto do Lidl ou do Risogallo, daqueles de trazer por casa são bem melhores.

Nota também para o preço proibitivo da garrafeira, em que a salvação para uma carteira normal, é o vinho a copo, depois é tentar dosear o valioso néctar refeição dentro… de assinalar também o facto curioso de termos sido brindados pelo casal da mesa ao lado por uma das “maiores lavagens de roupa suja” a que já assistimos, no mínimo insólito.

Em conclusão, uma das maiores desilusões de sempre, com a refeição muitos furos abaixo do esperado.  Não há volta a dar, por melhor que seja o atendimento ou o design do espaço, não justifica de todo nem o preço, nem tão pouco uma nova visita.

Custo: 35 euros por pessoa minimo, depois depende do vinho que se escolhe
Comida: uma grande desilução
Atendimento:  imaculado

Mapa



Deixar uma resposta