Em busca do bom, bonito e barato!

Etiqueta: bife

Touro Ibérico – Alcabideche

Numa festa de aniversário, fomos parar a este restaurante em Alcabideche (lá para trás do sol posto). Neste restaurante comemos simplesmente o melhor bife dos últimos anos, agora se quiser pode continuar para a ler os detalhes, mas o mais importante já está dito.

O Touro Ibérico fica um pouco fora de mão para nós, mas como era para um aniversário de um bom amigo lá fomos pela A5 fora até Alcabideche. Fica situado na rua principal e ocupa uma casa inteira, portanto é bastante fácil de encontrar. O espaço é muito agradável, com madeira, mármore e cores vivas a combinarem muito bem. O conceito conforme o próprio nome indica é de um restaurante ibérico, com traços de bodega ou taberna espanhola, sevilhanas e fortes influências da tourada. Tem também música ao vivo, mas já lá chegamos.

Visto ser um grupo relativamente grande, os lugares na mesa estavam bem apertados, mas foi um inconveniente da situação que noutro tipo de ocasião concerteza não se repete. Outra diferença relativamente ao serviço normal, derivado de estarmos num grupo foi o menú especial em que por 20 euros é servido entradas (pão, queijo, presunto e azeitonas) 2 tipos de carnes, acompanhamentos, sobremesa e bebidas.

A primeira porção de carne servida foi um medalhão de touro e avisamos que convém não exagerar nas entradas, porque vale mesmo a pena saborear e comer com apetite porque a carne é simplesmente deliciosa, tenra e saborosa. Acompanha a carne o arroz, feijão, batata frita e salada e tudo bem regado com sangria e caipirinhas. Voltamos a salientar que este foi o melhor bife que nos apareceu nos últimos anos, e não estava bom por causa do molho xpto ou condimento especial, era simplesmente grelhado com sal. Questionado, o proprietário revelou que o fornecedor da carne é o próprio pai que é produtor, e que é uma produção biológica, etc, etc. Verdade? Não sabemos, mas que o resultado final convence, e muito!

A segunda variedade de carne foram tiras de porco preto, que também estavam boas, mas depois da quantidade e qualidade do medalhão de touro foram  saboreadas com mais moderação. Para finalizar, para sobremesa a mousse de chocolate, que realmente náo é a especialidade da casa mas também não compromete (aliás até que podia ser horrivel que o restaurante já estava “comprado”). Já fora do menú o bolo de aniversário e o champanhe para ficarmos em estado de prestes a rebentar 🙂

A referência para o atendimento, extremamente simpático e paciente (as pessoas em  grupos ganham uma dinâmica que não teriam sós ou em casal), embora não seja curioso que sejam todas sevilhanas do Brasil (não temos nada contra o Brasil, antes pelo contrário), mas não deixa de ser curioso. A música ao vivo era assegurada também por uma sevilhana do Rio de Janeiro, de forma que o reportório era mais ajustado para um restaurante brasileiro.

Resumindo, foi um aniversário muito bem passado, o restaurante embora para nós tem o inconveniente de ficar relativamente longe, tem uns bifes deliciosos. O atendimento também é agradável e o preço final para a abundância e qualidade pode-se considerar adequado.

Custo médio por pessoa: 20 euros
Comida: Melhor bife dos últimos tempos
Atendimento: Simpático e eficaz

Mapa

Café Império – Alameda

O Café Império é um espaço histórico (talvez mesmo mítico) na cidade de Lisboa. Basta dizer que os nossos pais  frequentavam este espaço quando ainda eram mais novos do que nós agora. É com alegria pois que entrámos neste espaço reconquistado pela cidade à IURD há uns anos atrás, recordo-me que iria de servir de parque de estacionamento do templo que funcionava no cinema contiguo….

O espaço em sí é único, tem 2 andares e um pé direito impressionante. Descem-se as escadas, porque o restaurante fica no piso de baixo (em cima é café) e nota-se que houve uma remodelação há pouco tempo. O espaço é imenso e tem bastantes mesas. Na nossa opinião também existem televisões, plasmas e projectores a mais. Na parede alguns néons de estética duvidosa. Curiosamente depois no site anunciam um 3º espaço, o restaurante histórico, mas que não vislumbrei sequer onde poderia ser.

O menú é bastante completo com propostas diversas, mas claramente as especialidades são as carnes, e em especial o Bife Império. Assim, pedimos o Bife Império que é servido sempre com o molho Império (ao menos o cliente não fica indeciso na escolha) e Escalopes com Gorgonzola. A acompanhar as típicas imperiais fresquinhas. A comida é razoável, nem boa nem má, quer o bife quer os escalopes cumpriam e ficámos saciados mas falta ali qualquer coisa. Talvez tudo muito industrial. É pena, um espaço deste calibre e peso histórico merecia melhor. Pergunto-me se ainda falta recuperar a cozinha para o nível de umas décadas atrás ou se hoje em dia somos mais exigentes? Não sei, porque foi a primeira vez que aqui fomos, mas é certo que em Lisboa há bifes muito melhores do que este. O atendimento é como a comida, razoável, nem bom nem mau. Já o preço é relativamente puxado, principalmente comparado com outras alternativas (algumas até bem próximas), mas também não se pode considerar excessivo.

Em suma, trata-se de um local agradável para ir com um grupo de amigos beber umas cervejas num dia de futebol e disfrutar de todos os lcds e projectores a dar o jogo.

Resumo

Custo médio por pessoa: 18 euros por pessoa
Comida: Razoável
Atendimento: Razoável

Mapa

Sapore – Av. Sidónio Pais

Depois de umas horas muito bem passadas na feira do livro em Lisboa (altamente aconselhável uma visita especialmente com crianças), a barriga começou a dar horas e optámos por escolher um restaurante mesmo ali ao pé, o Sapore. É um restaurante italiano super simples alí no final da Av. Sidónio Pais, junto ao Marquês de Pombal. O conceito passa por um restaurante básico e preços convidativos. Dispõe de uma esplanda onde sabe bem usufruir de uma brisa fresca nos dias quentes de Verão.

Escolhemos um bife, uma pizza 4 estações, pão de alho e salada. O pão de alho é uma agradável surpresa, simples e eficáz. O bife é bem servido, mas não se trata de nenhuma especialidade, as batatas fritas estavam um pouco rançosas e ficaram lá quase todas, mas também ninguém saiu com fome. A pizza é bastante boa, não sendo a melhor pizza que já comemos, está claramente acima da expectativa para este género de restaurante (comida rápida e bom preço). Considerando que todos os items são servidos em doses razoáveis e o preço, o Sapore tem uma relação preço qualidade muito aceitável mesmo, e prova que não é necessário gastar este mundo e o outro para ter uma refeição agradável mesmo no centro de Lisboa. Nota ainda para o atendimento, também ele simples e eficaz.

Resumo

Custo médio por pessoa: 7.5 euros por pessoa (pizzas e massas)
Comida: Boa
Atendimento: Eficaz

Mapa