Etiqueta: camarão

Unique – Chiado

Desta vez fomos até ao Chiado, ao restaurante Unique, aberto à menos de um ano e da conhecida estilista Fátima Lopes. Normalmente famosos e restaurantes não casam lá muito bem, arrancam com pompa e circunstância com uma grande festa com direito a publicidade grátis nas revistas e programas cor de rosa e depois é sempre a descer até ao encerramento. No entanto neste caso existe substância…

A zona do Chiado como se sabe é de dificil acesso e estacionamento (e não vale a pena andar a inventar que a policia municipal faz um patrulhamento agressivo), por isso aconselhamos a ir com tempo e quem sabe desfrutar de um agradável passeio a pé para abrir o apetite.

O restaurante, que também funciona como bar até às 02h00, fica num prédio de estilo pombalino, muito bonito. Lá dentro um espaço bastante elegante. Áreas amplas em tons brancos, pretos e roxos, com uma iluminação suave a condizer com os ritmos suaves do chill-out que se fazem ouvir, tudo está pensado para agradar e fazer o cliente sentir-se bem. No rés-do-chão existe um bar lounge, onde se pode apreciar uma bebida ou uma refeição ligeira, e na mezzanine ao nivel do primeiro andar é a zona de restauração, zona para onde fomos prontamente encaminhados.

Da carta, avançámos para um menú de degustação de 6 pratos, e para acompanhar uma garrafa de “2 Quintas” reserva (um dos poucos vinhos comportáveis em termos de preço). Logo no couvert deu para perceber que seria uma boa refeição, vários tipo de pão (sementes, tomate, etc) com azeite e vinagre balsâmico. Extremamente simples, mas muito bom derivado da óptima qualidades dos produtos apresentados. Quer o prato de peixe, camarão com tamboril e arroz de tomate, quer o prato de carne, bochechas de porco (assadas durante horas), batata, castanha e bacon, intervalados com gelado de limão e hortelã para limpar o palato, estavam muitissimo bons. A própria sobremesa e salada de entrada também estavam impecáveis.  Simplesmente memorável.

Temos de dar os parabéns ao chef João Simões pelo belissimo jantar, e se até agora a nossa referência nestas (ainda curtas) andanças de cozinha de autor era o chef Vitor Sobral, a partir de agora temos também de incluir este jovem chef. Curiosamente num registo muito diferente, sabores mais fortes, mais apaladados, muitas ervas aromáticas, mais perto da cozinha tradicional à moda antiga, mas igualmente muito bom.

Como não há bela sem senão, o preço é bastante alto, cada menu de degustação fica na ordem dos 32 euros, o vinho (dos mais em conta) 25 euros, o café 2 euros, etc… se vale a pena? Para um jantar especial sem dúvida. Custa menos pagar por um jantar desta qualidade, do que por vezes pagar muito menos mas sermos “brindados” com uma refeição que não vale nada.

Custo: elevado, 50 euros por pessoa (é bom e bonito, mas não é barato)
Comida: óptima, de primeira qualidade
Atendimento:  impecável

Nota: o restaurante entretanto mudou de nome, agora é Faces (in Chiado), mas em tudo o resto é basicamente o mesmo.

Mapa

Jardim do Marisco – Jardim do Tabaco

O mundo dos descontos não se resume apenas ao Groupon, também existe o Lets Bonus, e foi com um papel (perdão…cupão) na mão deste site que chegámos a este restaurante. No valor de 35 euros podiamos consumir 70 euros do menú.

O Jardim do Marisco, fica situado na Doca do Jardim do Tabaco, junto a Santa Apolónia do lado do rio. O estacionamento é fácil pois a Doca tem parque próprio. Trata-se obviamente de um restaurante de mariscos, mas pelo menos à noite tem tudo menos o típico ambiente de marisqueira. É muito mais calmo, sem televisão, mas muito escuro (demasiadamente escuro na nossa opinião), praticamente sem luzes, a iluminação é assegurada apenas por umas colunas a gás que cumprem mal a função de iluminação, além disso tambem não cumpriam no aquecimento da ampla sala de mármore, pois estava frio. Provavelmente o objectivo será criar um ambiente intimista e romântico, no entanto não resulta….imagine-se encasacado por causa do frio, com dificuldade em ver a sua companhia e com o martelo do marisco não mão… pois…. é tudo menos um cenário romântico.

Na mesa, para petiscar avançámos para as Ameijoas à Bolhão Pato, estavam boas mas mal servidas, uma Sapateira que se destacava claramente pela positiva, Camarão de Espinho (aquele tipo mini-camarão), e Percebes.  Como fomos com o intuito de comer marisco, continuámos no mesmo registo e a escolha foi fácil, o Pratão de Mariscos, trata-se basicamente uma selecção de mariscos com um pouco de tudo, desde Ostras, Percebes, Lagosta, Camarão,  Sapateira, Caranguejo, etc… e na verdade se em termos de quantidade facilmente consideramos adequada, já na qualidade alguns dos mariscos não se apresentavam tão frescos como o desejado. Obviamente que tudo isto foi muito bem acompanhado pelo vinho branco fresquinho (BSE), pão, tostas e manteiga. No final para “sobremesa” uma Salada de Polvo Vinagrete, absolutamente mediana e os Mexilhões à Espanhola que estavam realmente bons e se destacaram pela positiva.

Nota também positiva para o atendimento, eficiente e simpático e além disso  “aturaram-nos” até bastante tarde e não fomos pressionados para sair. Menção negativa para o preço, que teria subido para valores muito altos não fosse o desconto utilizado. Obviamente que estamos a levar em conta que uma mariscada não é propriamente uma refeição barata, mas comparando com outras opções dentro do género os preços podiam ser menos pesados para a carteira.

Resumindo, não saimos mal, mas também não saimos especialmente bem impressionados, particularmente em termos da relação custo/qualidade. Poderá eventualmente ser uma opção válida durante o Verão para usufruir da esplanada à beira-rio.

Custo: acima da média dentro do género, vai disparando conforme se vai consumindo marisco
Comida: algum marisco não estava especialmente fresco
Atendimento:  eficiente e simpático qb

Mapa