Etiqueta: prato de enchidos

Néctar Winebar – Rua dos Douradores

Este Sábado fomos experimentar o Néctar – Winebar. O vinho definitivamente está na moda, e ainda bem é um produto (tendencialmente) nacional, saudável se consumido em moderação e ao optar-se por vinho sempre se evita a barriga da cerveja 🙂

O Néctar fica bem no coração da baixa de Lisboa, e se por um lado surpreende a facilidade de estacionar praticamente em frente por outro lado é assustador a desertificação daquela zona depois das lojas fecharem. Chegados lá, tivemos mesmo para vir embora antes de entrar. Este é um daqueles casos, em que é legitimo perguntar se quem escreve críticas em meios de comunicação grandes efectivamente foram lá… “espaço acolhedor”, “ambiente recatado”, etc… ERRADO, trata-se de um bar infelizmente bastante acafezado, mas o pior era mesmo duas clientes/amigas do empregado aos berros ao balcão. Queridos amigos donos, gerentes, empregados de restaurantes: deixem a cavaqueira de café com os amigos, para o café, não para o local de trabalho, dá mau aspecto. Depois deste pequeno aparte, ainda relativamente ao estabelecimento, é uma pena, um espaço com tanto potencial e um conceito e voga, o resultado seja tão fraquinho.

Mas enfim, lá entrámos e ficámos. Já com o menu nas mãos, mais um ponto no mínimo estranho, num wine bar (bar de vinhos) a escolha de vinhos propostos é bastante reduzida, aliás muitos restaurantes normais têm uma carta de vinhos mais completa. Por outro lado os vinhos (dentro dos parcos conhecimentos) são na sua maioria vinhos médios/bons. Como não poderia deixar de ser servem vinho a copo, mas a um preço que nada favorável.

Para acompanhar o vinho (Saltano reserva 2007), escolhemos o prato de enchidos e uma salada de queijo de cabra com pimentos. Mais uma vez, os resultados foram ambiguos, a salada com queijo de cabra e pimentos muito boa, o prato de enchidos um desastre. Era um “prato de enchidos” sem chouriço, farinheira, morcela, chouriço de sangue….bastantes fatias de paio e presunto, meus amigos isto não é um prato de enchidos. Para finalizar um bolo de chocolate preto, com bastante potencial mas que depois de aquecido no micro-ondas ficou extremamente seco. Como o espaço e decoração o vinho e comida prometiam mas não cumpriram.

A referência habitual para o preço, relativamente elevado na sua globalidade, muito derivado do vinho (o preço minimo de uma garrafa ronda os 12 euros) porque as entradas têm um preço bastante razoável e os pratos principais (embora optámos por não comer) têm também um preço razoável. O atendimento foi simpático qb e eficaz.

Globalmente, não podemos deixar de salientar como referido que a casa e conceito tenham um potencial enorme, e do qual nós somos adeptos. mas que a concretização é media (a puxar para o mediocre). Provavelmente um dia, se tivermos na zona, iremos dar uma segunda oportunidade, e experimentar pelo menos um prato principal e logo damos um veredicto final.

Resumo

Custo médio por pessoa: 15 euros por pessoa (tudo depende do vinho que se bebe)
Comida: Mediano
Atendimento: Simpático

Mapa